quarta-feira, 22 de junho de 2016

ALTERON - Modificador Orgânico de Cocho


Caixa com 20 KgR$ 719,00

Caixa com 10 KgR$ 410,00
ALTERON
FÓRMULA: Níveis de garantia por Kg do Produto: Bacillus Cereus 80x10E11 UFC/Kg; Enteroccus Faecium 80x10E11 UFC/Kg; Lactobacillus Acidophium 80x10E11 UFC/Kg; Ruminobacter Amylosphilum 65x10E11 UFC/Kg; Ruminobacter Succinogenes 65x10E11 UFC/Kg; Succionvibrio Dextrinosolvens 110x10E11 UFC/Kg; Sacharomyces Cerevisiae 180x10E12 UFC/Kg; Selênio (mín) 22,5 mg/Kg; Cobalto (mín) 60 mg/Kg, Cobre (mín) 1.500,00 mg/Kg; Ácido Aspártico (mín) 2.275,00 mg/Kg; Ácido Glutâmico (mín) 2.710,00 mg/Kg; Alanina (mín) 1.115,00 mg/Kg; Arginina (mín) 1.170,00 mg/Kg; Cistina (mín) 315 mg/Kg; Fenilalanina (mín) 1.340,00 mg/Kg; Glicina (mín) 740 mg/Kg; Histidina (mín) 620 mg/Kg; Isoleucina (mín) 815 mg/Kg; Lisina (mín) 1.590,00 mg/Kg; Metionina (mín) 475 mg/Kg; Prolina (mín) 725 mg/Kg; Serina (mín) 1,140,00 mg/Kg; Tirosina (mín) 685 mg/Kg; Treonina (mín) 740 mg/Kg; Triptofano (mín) 225 mg/Kg; Valina (mín) 1.335,00 mg/Kg; Vitamina A (mín) 300.000,00 UI/Kg; Vitamina D³ (mín) 30.000,00 UI/Kg; Vitamina E (mín) 2.500,00 UI/Kg; B.H.T. (mín) 125 mg/Kg.
INDICAÇÃO: ALTERON é indicado para adicionar à alimentação de bovinos de leite e corte em todas as fases como premix de Selênio, Cobre, Cobalto, Vitaminas A, D³ e E e Aminoácidos, melhorando a qualidade nutricional do suplemento ou da ração.
Potencializado com probióticos e prebióticos, contribuindo para a melhora da conversão alimentar e produtividade dos animais. Este produto contém somente microminerais, vitaminas, aminoácidos e probióticos, devendo ser misturado com fontes de cálcio, fósforo e outros macrominerais.
VANTAGENS: O ALTERON diminui a incidência de diarreia; Melhora o sistema de defesa dos animais; Estimula o crescimento da microbiota intestinal benéfica; Aumenta a absorção de nutrientes, gerando maior disponibilidade de energia proveniente da dieta; Aglutina 95% de Salmonella e 100% de Escherichia coli; Diminui a acidose e úlceras ruminais; Promove a estabilidade de pH ruminal; Reduz o estresse do manejo.
MODO DE USAR E DOSAGEM: Misturar 500 g de ALTERON em 30 Kg de Suplemento Mineral ou 2 Kg em 1 Tonelada de ração.
Sendo recomendado o consumo de 4 g/dia para bovinos adultos e 2 g/dia para bezerros.
A dose pode ser alterada conforme orientação do profissional de sua confiança.
APRESENTAÇÕES: Caixa com 10 pacotes laminados contendo 1 Kg cada, código AN0324 e Caixa com 20 pacotes laminados contendo 1 Kg cada, código AN0325. Obs.: Embalagens fracionadas sob consulta, WhatsApp + 55 (16) 99300-0758.
Agropecuária NUTRIVERDE® - Um novo conceito em Saúde Animal - Todos os Direitos Reservados
Rua Dom Bosco, 940 - Castelo - CEP 14.300-000 - Batatais-SP
CNPJ: 10.968.775/0001-09 - IE: 208.119.588.119 - SAC: agropecuaria.nutriverde@hotmail.com
FONE: Tim (16) 98135-2934 - Claro (16) 99300-0758 - WhatsApp (16) 99300-0748
Copyright © 2009-2017 - Blog designed by Sérgio Raymundo

sábado, 11 de junho de 2016

PROGERON - Suplemento Mineral e Vitamínico


Caixa com 50 KgR$ 1.400,00

Caixa com 20 KgR$ 600,00

Caixa com 10 KgR$ 350,00
PROGERON
FÓRMULA: Fósforo 46,00 g; Cálcio 60,00 g; Ferro 1960,00 mg; Cobre 625,00 mg; Manganês 560,00 mg; Zinco 2030,00 mg; Iodo 122,00 mg; Cobalto 20,00 mg; Selênio 13,50 mg; Vitamina A 100.000,00 UI; Vitamina D³ 10.000,00 UI; Vitamina E 1.000,00 UI; Niacina 270,00 mg; Metionina 7.730,00 mg; L-Lisina 11.230,00 mg; Ácido Pantotênico 54,00 mg; Vitamina B¹ 13,00 mg; Vitamina B² 32,00 mg; Vitamina (B6) 25,00 mg; Proteína Bruta 3,50%; B.H.T 125,00 mg; Magnésio 6,00 g.
INDICAÇÃO: PROGERON é um suplemento vitamínico e mineral desenvolvido para complementar a dieta de bovinos, principalmente animais jovens. O enriquecimento do PROGERON com ácido Pantotênico, proporciona maior conversão alimentar, acelerando o ganho de peso e melhorando o aspecto geral dos animais. As vitaminas estão protegidas com anti-oxidante, dando segurança e estabilidade na formulação. PROGERON aumenta o índice de fertilidade, proporcionando mais resistência à doenças infecciosas ou bacterianas, suprindo as necessidades orgânicas também nos períodos de secas e geadas. PROGERON é muito bem palatabilizado com elementos energéticos e proteicos.
MODO DE USAR E DOSAGEM: Fornecer puro aos animais; Nas rações usar 2 kg por tonelada; Misturar 500 gramas em 25 kg de sal.
APRESENTAÇÕES: Caixa com 10 pacotes laminados contendo 1 Kg cada, código AN0048, Caixa com 20 pacotes laminados contendo 1 Kg cada, código AN0047 e Caixa com 50 pacotes laminados contendo 1 Kg cada, código AN0046. Obs.: Embalagens fracionadas sob consulta, WhatsApp + 55 (16) 99300-0758.
Agropecuária NUTRIVERDE® - Um novo conceito em Saúde Animal - Todos os Direitos Reservados
Rua Dom Bosco, 940 - Castelo - CEP 14.300-000 - Batatais-SP
CNPJ: 10.968.775/0001-09 - IE: 208.119.588.119 - SAC: agropecuaria.nutriverde@hotmail.com
FONE: Tim (16) 98135-2934 - Claro (16) 99300-0758 - WhatsApp (16) 99300-0748
Copyright © 2009-2017 - Blog designed by Sérgio Raymundo

ALLIUM-PRO - Suplemento Mineral e Vitamínico Aitivado com Alho


Caixa com 20 KgR$ 570,00

Caixa com 10 KgR$ 330,00
ALLIUM-PRO
FÓRMULA: Alho Desidratado 450,00 g; Cobalto 30,00 mg; Cobre 2400,00 mg; Ferro 3100,00 mg; Iodo 129,00 mg; Manganês 1375,00 mg; Selênio 13,00 mg; Vitamina A 260000,00 UI; Vitamina D 26000,00 UI; Vitamina E 2600,00 UI; Zinco 3750,00 mg. 
INDICAÇÃO: ALLIUM-PRO é um suplemento mineral e vitamínico aditivado com alho desidratado para uso na suplementação de bovinos.
Sua formulação contém microminerais essenciais e vitaminas ADE.
As deficiências sub-clínicas dos microminerais são de difícil diagnóstico por não apresentarem os sinais característicos, e geralmente estão associadas às interações com outros nutrientes. Na maioria das vezes, a deficiência se reflete em baixos índices reprodutivos, alto índice de repetição de cio, abortos, etc. Em rebanhos de corte, isto significa redução no número de bezerros nascidos, decréscimo no número de bezerros desmamados e queda no peso dos bezerros a desmama, com conseqüente prejuízo a eficiência do sistema produtivo.
Alho
Diferentes estudos apontam ações específicas do alho nos organismos humano e animal, como prevenção e controle de desordens cardiovasculares e atividade antibacteriana, antiparasitária e antifúngica, dentre outras.
Na alimentação animal o alho tem sido utilizado como palatabilizante de rações e estimulante do crescimento de suínos, aves, eqüinos e ovinos. Em bovinos, o alho tem sido utilizado no controle de endo e ectoparasitos, como a mosca-do-chifre (Haematobia irritans), carrapato (Boophilus microplus), e berne (Dermatobia hominis). O efeito do alho é repelente e se dá após a ingestão, pois o produto é metabolizado pelo animal, liberando odor característico pelo suor. Esse odor também é eliminado nas fezes, inibindo a reprodução das moscas. Esse autor revelou que se adicionando o alho em pó em pequena proporção (1%) ao sal mineral ou ração (consumo de 0,7-1,4 g alho/dia), pode-se diminuir em até 90% a infestação pela mosca-do-chifre.
  • Excelente antibiótico
  • Combate carrapatos, bernes e vermes
  • Repelente à mosca do chifre
  • Favorece o ganho de peso, reprodução e crescimento
  • Baixo custo
  • Fácil manejo e sem contra-indicação
  • Carência zero no leite e carne
Selênio (Se): Juntamente com a Vitamina E, o Selênio age como antioxidante a nível celular, possuindo uma elevada importância nos tecidos reprodutivos. Nos touros, a ação do Selênio é crítica para a saúde dos espermatozóides, sua atuação se concentra nos testículos e epidídimo, atuando na formação e maturação espermática. Desta maneira, quando há deficiência de Se, a formação de espermatozóides no macho fica comprometida, e os mesmos podem apresentar patologias morfológicas como cauda dobrada, deformações da peça intermediária e deformações de acrossoma, defeitos que levam a baixa eficiência nas taxas de concepção. Nas fêmeas a atuação deste micromineral se concentra nos ovários, evita a formação de cistos ovarianos, e conseqüentes problemas reprodutivos nas vacas.
Em resumo, deficiências de Selênio podem levar a baixa eficiência reprodutiva das vacas, repetição de serviços, morte embrionária precoce, abortos, infecções uterinas e retenção de placenta.
Zinco (Zn): Anormalidades reprodutivas associadas à deficiência de Zinco afetam particularmente os machos, e principalmente durante a fase da puberdade, do que em adultos.
A deficiência de Zinco é caracterizada por diminuição do desenvolvimento, apatia, dermatite (inflamação da pele), que é mais severa no pescoço, cabeça e membros, além de coceiras (prurido).
Manganês (Mn): Os mecanismos pelos quais o Manganês influencia a reprodução são múltiplos. Deficiências deste micromineral induzem disfunções reprodutivas: Aumento do número de serviços por concepção, anestro e ciclos irregulares.
Cobre (Cu): A atividade fisiológica primária do Cobre é como ativador e constituinte enzimático. Vacas alimentadas com dietas deficientes neste elemento, tem fertilidade e taxas de concepção reduzidas.
Na deficiência de Cobre é comum ocorrer morte embrionária, isto normalmente está associado à falhas na atividade ovariana.
Cobalto (Co): A deficiência de cobalto, pela sua gravidade e freqüência com que ocorre, é uma das mais importantes para bovinos sob condição de pastagem, em áreas mais específicas. Ela é caracterizada pela falta de apetite, perda de peso, pêlos arrepiados, pele grossa, anemia e às vezes morte.
Os sintomas são indistinguíveis dos da subnutrição protéica ou energética e indicando que o efeito da falta de cobalto afeta o apetite, gerando prejuízos claros a produtividade. O suprimento adequado de cobalto aos bovinos deficientes produz rápida redução e desaparecimento dos sintomas, sendo este talvez o sinal mais seguro para o correto diagnóstico da deficiência do elemento.
Iodo (I): É o único elemento exigido para uma só função primordial no organismo dos mamíferos. Ele é necessário para a síntese dos hormônios tiroxina (T4) e triiodotironina (T3) pela glândula tireóide. Esses hormônios regulam o metabolismo energético, ou seja, dá produção de energia para mantença (termorregulação, reprodução, crescimento, circulação sanguínea, função muscular).
Na falta de iodo, ocorre redução dos hormônios, afetando todos os órgãos em algum estágio de desenvolvimento, crescimento e maturação. Em casos extremos há aumento da glândula tireóide, denominado bócio.
A deficiência de iodo pode induzir ao hipotireoidismo que se caracteriza por fraqueza muscular, redução na taxa metabólica basal, redução do crescimento, produção cardíaca reduzida, alterações de pele e pêlos e redução nas secreções apócrinas. Um sinal típico de deficiência de iodo é a redução da fertilidade, incluindo cessação do estro, intervalos irregulares entre estro, aborto, retenção de placenta, bezerros natimortos ou fracos, alopécicos e com bócio.
Vitamina A: A vitamina A é fundamental na estrutura óssea, é conhecida como vitamina anti-infecciosa. Sua deficiência pode causar:
  • Cegueira noturna em adultos e definitiva em bezerros;
  • Falta de coordenação muscular e paralisia;
  • Abortos e natimortos;
  • Diarréia;
  • Diminuição da atividade sexual nos reprodutores;
  • Nos epitélios, causando a formação de epitélio queratinizado, que produz degeneração da mucosa de diversos órgãos e aparelhos;
  • No desenvolvimento ósseo, levando a formação de ossos esponjosos e crescimento anormal dos ossos; e
  • Na reprodução, provocando transtornos reprodutivos em vacas, como atrofia dos ovários, cios irregulares, degeneração da placenta e abortos, nascimento de bezerros fracos, cegos ou mortos, e nos machos produz a diminuição da libido (apetite sexual).
Vitamina D: A vitamina D³ é importante para a absorção do Cálcio e Fósforo, evitando assim o raquitísmo, osteoporose e a osteomalácia. Sua deficiência pode causar:
  • Diminuição na produção de leite;
  • Inibição do estro;
  • Difícil locomoção e dificuldade respiratória;
  • Nascimento de bezerros fracos, defeituosos ou natimortos.
Vitamina E: A vitamina E previne a rigidez muscular, distrofia e fraqueza dos animais, e auxilia na absorção e estocagem da vitamina A. A união da vitamina E e do Selênio é fundamental para a reprodução animal. Sua deficiência pode causar:
  • Rachadura nos cascos, andar cambaleante;
  • Cabeça caída;
  • Inabilidade dos bezerros para mamar;
  • Distrofia muscular-nutricional.
MODO DE USAR E DOSAGEM: ALLIUM-PRO é um suplemento mineral e vitamínico indicado para ruminantes. ALLIUM-PRO corrige as carências microminerais e das Vitaminas A, D e E. ALLIUM-PRO é coadjuvante no tratamento e prevenção de ecto e endoparasitas.
ALLIUM-PRO deve ser misturado ao sal mineralizado na concentração de 500 g para 25 Kg de sal. Após a redução das infestações, reduzir as dosagens para 500 g para 50 Kg de sal. Deixar à disposição dos animais. Este produto contém somente vitaminas e microminerais, devendo ser misturado com fontes de Cálcio, Fósforo e outros macrominerais.
Conservar em local seco e fresco ao abrigo da luz solar.
APRESENTAÇÕES: Caixa com 10 pacotes laminados contendo 1 Kg cada, código AN0288 e Caixa com 20 pacotes laminados contendo 1 Kg cada, código AN0289. Obs.: Embalagens fracionadas sob consulta, WhatsApp + 55 (16) 99300-0758.
Agropecuária NUTRIVERDE® - Um novo conceito em Saúde Animal - Todos os Direitos Reservados
Rua Dom Bosco, 940 - Castelo - CEP 14.300-000 - Batatais-SP
CNPJ: 10.968.775/0001-09 - IE: 208.119.588.119 - SAC: agropecuaria.nutriverde@hotmail.com
FONE: Tim (16) 98135-2934 - Claro (16) 99300-0758 - WhatsApp (16) 99300-0748
Copyright © 2009-2017 - Blog designed by Sérgio Raymundo

Seguidores NUTRIVERDE®

Agropecuária NUTRIVERDE® - Um novo conceito em Saúde Animal

Rua Dom Bosco, 940 - Castelo - Cep: 14.300-000 - Batatais/SP
E-mail: agropecuaria.nutriverde@hotmail.com Skype: nutriverde
Blog/Site: http://www.agropecuarianutriverde.blogspot.com/ ou http://www.nutriverdebrasil.blogspot.com/
Facebook: http://www.facebook.com/nutriverde
Twitter: http://www.twitter.com/nutriverde
Fones: FIXO: (16) 3761-4571, CELULAR - TIM: (16) 98135-2934 ou CLARO: (16) 99300-0758
WhatsApp: +55 16 99300-0748